Palotina decreta estado de calamidade hídrica no município

Representantes do Sindicato Rural, Emater/PR, Defesa Civil e Secretaria Municipal de Agricultura e Gestão Ambiental estiveram reunidos com o prefeito Luiz Ernesto de Giacometti para decretar estado de calamidade hídrica no município em virtude da longa estiagem que está causando prejuízos ao setor do agronegócio, especialmente a produção de grãos.

A reunião aconteceu no fim de 2021 e também contou com a participação do secretário municipal de Administração, Lucas Pedron. Segundo Edmilson Zabott, vice-presidente do Sindicato Rural, os prejuízos na produção de soja estão estimados em mais de R$ 600 milhões, sem calcular os prejuízos com produção de aves, suínos, leite e peixe.

Ele explica que o objetivo da decretação de estado de calamidade é para permitir que os produtores possam renegociar suas pendências tendo em vista o grande investimento realizado para implantação das lavouras de soja e milho, e também para manter outras atividades.

“Os produtores não deixarão de honrar seus compromissos, mas precisam de apoio para renegociar seus débitos e seguir produzindo”, disse Edmilson ao lembrar que nos últimos anos o setor rural tem sofrido com a crise hídrica. “Estamos em um momento muito crítico que afetará a todos nós”, disse Edmilson.

Confira o decreto publicado, clique no link abaixo.

LEIA MAIS

DESTAQUES