Cidade Segura reduz índices de criminalidade em Palotina

O Projeto Cidade Segura, desenvolvido em Palotina por meio de parceria entre a Prefeitura, Conselho Comunitário de Segurança e a iniciativa privada, por meio de uma PPP (Parceria Público-Privada) tem apresentado resultados surpreendentes quanto á redução dos índices de criminalidade no município, especialmente redução nos roubos, que chega a 81%, e aumento nas apreensões do tráfico, que chegou a 100%.

Atualmente o projeto Cidade Segura de Palotina conta com 565 câmeras de vigilância disponibilizadas pelo poder público em parceria com o setor privado, tanto na área comercial, residencial e áreas rurais do município.

Um dos principais objetivos do projeto é realmente tornar a cidade mais segura, tendo em vista que são inúmeras câmeras, que fazem com que os indivíduos repensem na hora de cometer qualquer tipo de delito, pois certamente serão vistos e acompanhados por toda a cidade.

Outro ponto importante é a identificação das placas dos veículos. As câmeras capturam as imagens, o programa faz a leitura das placas e verificam se o número possui queixa de roubo ou furto. Em um estágio mais avançado, será possível identificar se possui débitos ou bloqueio judicial. Também através do programa poderá ser feito ainda o reconhecimento facial das pessoas e monitoramento dos locais onde passaram, facilitando ainda mais o trabalho de órgãos de segurança na hora identificar suspeitos de crimes.

A tecnologia usada no projeto Cidade Segura tem sido uma ferramenta indispensável no êxito do trabalho das forças policiais, segundo informa o tenente Franco da Polícia Militar afirmando que o uso desta ferramenta tem sido fundamental no atendimento das ocorrências.

Proporcionalmente, Palotina é a primeira cidade do País em número de câmeras por habitante: são 59 câmeras por habitantes. O número é bem superior à segunda cidade do ranking, Capivari do Sul, no Rio Grande do Sul, com 113 câmeras por habitante e o terceiro lugar, a cidade de Butiá, também no Rio Grande do Sul, com a proporção de 159/equipamentos per capita.

Qualquer pessoa ou empresa pode disponibilizar as imagens de suas câmeras de segurança para o projeto Cidade Segura de forma totalmente gratuita. Para saber mais sobre o projeto e como aderir, acesse: http://palotina.cidadesegura.com.br.

LEIA MAIS

DESTAQUES