Ministro de Minas e Energia e governador do Paraná estarão em Palotina para apresentar investimentos da Copel

A Copel vai lançar uma chamada pública para a contratação de energia proveniente de autogeradores, que serão empreendimentos que distribuem, na rede da Copel, a energia que geram. O lançamento será na quarta-feira, dia 18/11/2020, em Palotina. A C.Vale será a anfitriã do lançamento do evento, programado para acontecer na sede da Asfuca, com a presença do Ministro de Minas e Energia do Brasil, Bento Albuquerque, e do governador do Paraná, Ratinho Junior.

A chamada pública, inédita no Brasil, foi autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mediante solicitação feita pela Copel para implantar um projeto-piloto de cinco anos. A previsão é contratar até 50 MW médios de energia nessa modalidade. O objetivo é atrair produtores independentes de energia de pequeno e médio porte, incluindo minigeradores.

Rede Elétrica Inteligente – O governador Carlos Massa Ratinho Junior também vai apresentar em Palotina o programa Rede Elétrica Inteligente, que será implantado pela Copel, com investimento total de R$ 820 milhões. O programa tem como objetivo modernizar a gestão e a distribuição de energia elétrica no Estado.

Com o novo sistema, as unidades consumidoras terão medidores digitais que se comunicam diretamente com o Centro Integrado de Operação da Distribuição da Copel, facilitando o controle de toda a cadeia, da subestação até o consumidor final.

Paraná Trifásico – Outro investimento que será apresentado em Palotina é o Programa Paraná Trifásico. A Copel vai investir R$ 2,1 bilhões para implantar 25 mil quilômetros de redes trifásicas de energia em todo o Paraná. O programa, que começa já em 2020 e vai até 2025, é o maior do Brasil. 

Na prática, a espinha dorsal da rede de distribuição no campo será trifaseada, substituindo a tecnologia monofásica hoje existente. Isso, além de garantir energia de mais qualidade e com maior segurança, vai proporcionar o acesso do produtor rural à rede trifásica a um custo muito inferior ao que hoje é pago.  

Melhor fornecimento – Hoje, redes isoladas sofrem com a queda de energia. Com o trifaseamento, haverá interligação entre essas redes. O efeito será a criação de redundância no fornecimento. Ou seja, redes que hoje estão próximas, porém não se “conversam”, passarão a ser interligadas. Assim, se acabar a energia em uma ponta, a outra fornece o abastecimento. E, em caso de desligamentos, os produtores rurais terão o restabelecimento da energia mais rápido. 

Com o Programa Paraná Trifásico, a Copel vai garantir melhoria da qualidade no fornecimento de energia para o campo. Vai, ainda, renovar seus ativos e prover mais segurança aos seus empregados e à população. Os novos cabos são todos protegidos, com nível de resistência reforçada quando atingidos por galhos de árvores ou outros objetos. 

Ministro de Estado de Minas e Energia, Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Júnior, almirante de esquadra brasileiro
Governador do Paraná, Carlos Roberto Massa Júnior, Ratinho Junior

LEIA MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES