Obras da usina de Itaipu geram oportunidade para mais de 2,5 mil trabalhadores

Mais de dois mil trabalhadores entraram no ano de 2021 com a carteira assinada graças às oportunidades de emprego geradas pelas mais de 30 obras estruturantes, iniciativas e ações da margem brasileira da usina de Itaipu.  Só na construção civil e elaboração de projetos estão empregadas diretamente 1.266 pessoas desde 2020, número que deve aumentar já nos próximos dias.

Hoje, mesmo antes do início da construção da Perimetral Leste, prevista para o mês de março, pelo menos 40 pessoas já estão envolvidas nos preparativos, incluindo o pessoal ligado ao projeto, à implantação de canteiro e à mobilização de equipe de obra, segundo Roger André Luttjohann, engenheiro residente do contrato da perimetral pelo Consórcio JL – Planaterra – Iguatemi.

No pico da construção, a expectativa do consórcio é gerar de 400 a 500 vagas diretas. São pedreiros, carpinteiros, eletricistas e operadores de máquinas que aguardam o processo de seleção para assegurar uma dessas vagas.

A obra, que receberá investimentos de R$ 140 milhões, ajudará a desviar o trânsito de cargas pesadas da área central e turística da cidade. A perimetral está prevista para ser entregue em meados de 2022. O novo acesso, com 15 quilômetros, fará a ligação entre a Ponte da Integração, entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco, e a rodovia BR-277.

No total, considerando a execução de todos os projetos nos próximos anos, a usina de Itaipu direcionou aportes de R$ 2,4 bilhões, incluindo novos contratos para modernização do setor elétrico brasileiro. “Nossa grande preocupação, hoje, é fazer as entregas prometidas, assegurando emprego para nossa gente”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

Uma das áreas menos afetadas pela pandemia do novo coronavírus foi a da construção civil. O desafio, na atualidade e também no pós-pandemia, será a retomada da economia em outras frentes, como comércio e serviços.

Empregos diretos

Só a segunda ponte internacional sobre o Rio Paraná emprega diretamente 373 pessoas; a ampliação da pista do Aeroporto Internacional de Foz, mais 400. Numa primeira etapa, a duplicação da Rodovia das Cataratas (BR-469) gerará 20 vagas diretas e as obras de acesso da BR-277 outras 40. Na duplicação do acesso do pátio de manobras do aeroporto foram abertas 100 vagas e, para a construção do Mercado Municipal, mais 20.

LEIA MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES