Paraná pode não alcançar meta de vacinar idosos em abril e torce para entrega de novo lote

Beto Preto, secretário estadual da Saúde, afirma estar torcendo para que o Ministério da Saúde entregue um novo lote de vacinas contra a covid-19 ainda em abril. A expectativa é que seja uma remessa maior do que a de 368 mil doses que são distribuídas aos municípios na última sexta-feira. Sem essa nova entrega, é improvável que o Paraná cumpra a meta de imunizar todas as pessoas com 60 anos ou mais até o fim deste mês e o chefe da pasta admite que o ritmo da vacinação está mais lento que o previsto.

Beto Preto também afirma que o momento da pandemia no Paraná ainda não permite relaxamentos. Além das vacinas, o governo estadual também distribui 19.050 ampolas de medicamentos, divididos entre bloqueadores neuromusculares, sedativos e analgésicos, que fazem parte do chamado kit intubação. Segundo ele, a crise nos estoques dos remédios ainda não está sanada.

Segundo o Vacinômetro, 1.358.411 pessoas no Paraná já receberam a primeira dose, o que representa 94,6% das vacinas distribuídas às cidades. Além disso, 411.697 completaram o ciclo da imunização com a segunda dose.

LEIA MAIS

DESTAQUES