Maripá orienta população sobre medidas restritivas estabelecidas pelo Estado

O Governo do Estado anunciou na manhã de sexta-feira (26/02) uma série de medidas para conter a disseminação do novo coronavírus no Paraná. A decisão se deve à súbita elevação dos índices relacionados à doença, com a proximidade de um estrangulamento no sistema público de saúde. Entre outras ações, estão a suspensão do funcionamento dos serviços e atividades não essenciais e a ampliação na restrição de circulação das pessoas, que passa a ser entre as 20 horas e às 5 horas.

Nesta tarde, a vice-prefeita Janaína Müller Geraldi esteve em Cascavel para representar o Município em reunião convocada pela AMOP (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) para tratar sobre as medidas restritivas impostas. Segundo ela, a decisão é de que os municípios colaborem com o cumprimento das medidas num esforço conjunto para conter o avanço da doença.

A secretária de saúde, Marguid Lerner, ressalta a preocupação com o momento crítico pelo qual o município passa. “Todos nós dividimos a preocupação sobre o impacto nos comércios, mas entendemos que a decisão conjunta traz mais eficácia e evita outras medidas mais drásticas. Neste momento, nosso município também enfrenta o momento mais crítico da doença e já estamos encontrando dificuldade para transferir pacientes que precisam de UTI. Por isso, a necessidade de medidas mais rígidas para conter esse avanço e preservar vidas”, pontua secretária.

Neste sentido, a Administração Municipal orienta para que a população siga, de forma integral, as medidas impostas pelo Governo Estadual. O Comitê Gestor do Plano de Contingenciamento em Saúde da Covid-19 em Maripá irá se reunir na segunda-feira para tratar sobre o assunto.

O decreto número 6.983/2021 entra em vigor à 0h deste sábado (27) e tem validade até as 5 horas do dia 08 de março, podendo ser prorrogado ou não, a depender do comportamento da pandemia no território paranaense durante o período.

Em seu pronunciamento, o governador Carlos Massa Ratinho Junior, reforçou que a fiscalização para quem descumprir as medidas contidas no decreto será intensificada por parte da Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Educação – Assim como determinado para a rede estadual de ensino, as aulas presenciais nas escolas municipais também serão suspensas, mantendo o ensino remoto durante este período.

LEIA MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES