Mais duas carceragens de delegacias são desativadas no Paraná

A secretaria estadual da Segurança Pública, por meio do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), concluiu nesta quarta-feira (02/06/2021) a transferência de todos os presos das carceragens das delegacias de Terra Roxa (Norte) e Terra Boa (Oeste) para a recém-inaugurada Cadeia Pública de Campo Mourão II. Com esta ação, as cadeias das duas delegacias serão desativadas. A transferência movimentou cerca de 90 presos.

A mudança é parte do planejamento estratégico da Secretaria da Segurança Pública, iniciado no final de 2020, e que prevê a desativação de 41 carceragens de delegacias e o fechamento definitivo delas em 15 municípios do Estado.  Esta ação inclui a gestão completa do Depen sobre a população carcerária, incluindo bens móveis e imóveis, despesas e contratos de alimentação.

Segundo o secretário Romulo Marinho Soares, a medida contribui com a proteção dos moradores locais, propiciando um novo fluxo de trabalho policial à região. “Estas transferências são muito importantes para o desempenho das atividades dos policiais civis, uma vez que, liberados do cuidado dos presos, podem dedicar-se integralmente aos serviços de investigação e elucidação de crimes”, disse.

A ação em Terra Roxa e Terra Boa foi possível em função da inauguração, em dezembro de 2020, da nova unidade do Depen, a Cadeia Pública de Campo Mourão II, que ampliou em 382 vagas o Sistema Penitenciário. O investimento na unidade foi de R$ 12,3 milhões. 

Ao todo, a transferência movimentou aproximadamente 90 presos e contou com emprego de aparato de segurança, envolvendo agentes do Setor de Operações Especiais de Maringá e, também, o apoio de policiais civis da 20ª e 21ª Subdivisão Policial (SDP) de Toledo e de Cianorte, respectivamente.

IMPACTO POSITIVO – Para o coordenador regional do Depen em Maringá e Cruzeiro do Oeste, Luciano Brito, este tipo de ação possui um impacto positivo na ressocialização da população carcerária com novas unidades, proporcionando similaridade no atendimento aos detentos dentro das unidades, com tratamento mais adequado. “A Secretaria da Segurança Pública do Paraná e o Depen buscam a melhor aplicação dos efetivos, elevando os níveis de segurança na custódia, e a efetividade na execução penal, o que é possível com a boa estrutura da Cadeia Pública de Campo Mourão II”, afirma.

Segundo o balanço da Secretaria da Segurança Pública, em um primeiro momento 37 delegacias tiveram suas carceragens transferidas para nova gestão. Na segunda etapa foi autorizada a transferência de mais 41 e o fechamento completo de unidades em 15 municípios. Este fluxo deverá ser concretizado neste mês com mais três transferências de carceragens de delegacias da Polícia Civil do Paraná para o Depen.

LEIA MAIS

DESTAQUES