Acidentes domésticos com idosos foram responsáveis por mais de 300 mil internações em 2020

Desde 2017, no Paraná, a primeira semana do mês de junho é dedicada a campanhas de esclarecimentos e alertas sobre os cuidados que devem ser tomados para evitar os acidentes domésticos com idosos.

A lei 18952/2017 foi proposta na Assembleia Legislativa do Paraná pelo deputado Reichembach (PSD) e tem o objetivo de orientar e difundir medidas que evitem quedas e outros tipos de incidentes dentro de casa envolvendo pessoas com idade acima dos 60 anos.

Segundo o Ministério da Saúde, um em cada três idosos sofrem uma queda por ano, sendo que 34% das quedas provocam algum tipo de fratura. De acordo com o Ministério da Saúde, só em 2020 foram contabilizadas mais de 300 mil internações em função dos acidentes domésticos. Os acidentes domésticos mais comuns são quedas, cortes, engasgos, intoxicações, queimaduras e choques. Tapetes, escadas, fios soltos e pisos escorregadios no banheiro são os grandes vilões.

“Evitar os acidentes domésticos reduz o sofrimento dos idosos, dos familiares, o gasto financeiro com medicação e possíveis cuidadores, e também a sobrecarga do sistema de saúde no caso de uma internação que poderia ter sido evitada”, afirma Reichembach.

LEIA MAIS

DESTAQUES